Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Nós vamos ao encontro do mais forte!

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Sáb Fev 06, 2021 12:00 pm

Acabei de terminar o Bloodstained: Ritual of the Night no Xbox One X.

Imagem

Um ótimo jogo pra quem gostava de Castlevania Symphony of the Night já que esse é uma cópia descarada, somada a alguns elementos novos como o lance dos cristais que dão poderes e habilidades específicas. Um desses poderes, aliás, achei uma boa sacada: enquanto nos Castlevanias em algum momento o castelo vira de ponta cabeça, aqui há uma habilidade que após adquirida permite inverter o mapa a qualquer momento, deixando acessíveis partes que antes eram altas demais.

Só não gostei mesmo da história, achei o enredo um saco e toda hora que aparecia uma ceninha de diálogo eu torcia pra acabar o quanto antes. A duração do jogo é boa, terminei com umas 8 horas, e algumas músicas fazem jus ao legado de Castlevania, embora não todas. De modo geral gostei bastante, torço para que façam uma sequência um dia desse Ritual of the Night e não apenas das versões "8 bits" de Bloodstained (os Curse of the Moon).

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5562
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por Jair » Dom Fev 07, 2021 3:15 am

Full throttle é fantástico!
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Dom Fev 07, 2021 11:50 am

Ontem à noite estava dando uma jogadinha nos jogos de luta do Saturno que comprei recentemente e acabei terminando o excelente X-Men vs Street Fighter

Imagem

E também World Heroes Perfect, que gosto demais. Não jogava esse port há muitos anos, eu lembrava que a conversão pro Saturno havia ficado excelente mas não que era tão boa, nem tem tela de loading entre as lutas, e olha que esse jogo nem usa os cartuchos de expansão de RAM!

Imagem

Avatar do usuário
B - Mark
Mensagens: 377
Registrado em: Ter Dez 16, 2008 11:39 am

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por B - Mark » Dom Fev 07, 2021 4:41 pm

SNK vs Capcom - Match of the Millenium
Imagem
Sistema: Neo Geo Pocket Color
Emulador: NeoPop para PSP
Data: 07/02/2021


Depois de terminar com Ryu,Ken e Chun Li, desta vez terminei mais uma vez com o trio Kyo,Terry e Ryo cujo time recebeu o nome de SNK Heroes porque eles representam os jogos King of Fighters,Fatal Fury e Art of Fighting.

Se com os personagens da Capcom o último chefe foi o Iori Orochi, com os personagens da SNK foi o Evil Ryu que possui um visual bem diferente e relação aos jogos da série Street Fighter Alpha. Parecia até que o Ryu também foi possuído por Orochi.

Uma curiosidade é que se formar uma equipe com Kyo,Terry e Ryo nos KOFs 97 e 98 também rende um final secreto.

Imagem

Imagem

Imagem

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Qua Fev 10, 2021 12:40 am

Encerrei a temporada de Saturno terminando mais três joguinhos para o console:

Terminei Tenchi wo Kurau II, que é um beat em up da Capcom que nos arcades se chamava Warriors of Fate no ocidente. Os ports para os consoles 32 bits só saíram no Japão. Assim como normalmente ocorre com todo beat em up, excelente jogo, uma das pérolas da era de ouro da Capcom. Eu já tinha terminado a versão de arcade, emulada, usando infinitos créditos mas é a primeira vez que termino a versão de Saturno, que tem continues limitados. Derrotei o chefe final na última vida do último continue, como diria o Galvão, haja coração!

Imagem

Há uns três meses eu terminei pela primeira vez o Sonic 3D Blast do Mega Drive. A visão isométrica sempre me fez perder a vontade de jogar mas até que achei legalzinho quando finalmente dei a chance, então fiquei curioso pra jogar também a versão 32 bits para ver as diferenças. Achei interessante, é o mesmo jogo mas tem uns detalhes a mais no cenário e as músicas são totalmente diferentes, bem melhoras como era de se esperar. As fases bônus também são diferentes, nessa versão são bem parecidas com as fases especiais do Sonic 2, porém 3D. Assim como fiz no Mega, terminei com todas as esmeraldas, embora não faça ideia do que isso mude no final do jogo.

Imagem

E dei também uma zeradinha no Real Bout Fatal Fury Special, que é de longe o meu jogo favorito da série Fatal Fury, gosto muito mais desse do que do extremamente overrated Mark of the Wolves. O port do Saturno é bem fiel à do Neo Geo, como era de costume, dava uma surra na versão do PlayStation.

Imagem

Depois dos créditos, nessa versão e na de Neo Geo CD, há um "clipe musical" da Blue Mary cantando a sua música tema. Não via esse clipe há mais de 20 anos, nostalgia pura a:cry:a


Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Qui Fev 18, 2021 3:14 pm

Terminei hoje o primeiro Sonic do Game Gear... no Game Gear Micro. Bom saber que a visão está em dia, não preciso fazer um exame de vista tão cedo a8-)a

Imagem

Avatar do usuário
naldin
Mensagens: 45
Registrado em: Ter Jun 18, 2019 2:44 pm
Localização: Somewhere in Time
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por naldin » Qui Fev 18, 2021 8:08 pm

overday escreveu:
Qui Fev 18, 2021 3:14 pm
Terminei hoje o primeiro Sonic do Game Gear... no Game Gear Micro. Bom saber que a visão está em dia, não preciso fazer um exame de vista tão cedo a8-)a

Imagem
Tem que estar enxergando bem mesmo kkkkk Ahhh e seu monitor LG tá bonitão demais.
Mega Drive 17 Tectoy

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Sex Fev 19, 2021 11:36 am

Ontem à noite terminei no Switch um jogo que eu estava jogando há alguns dias e que não fazia ideia se estava próximo do fim ou não: The friends of Ringo Ishikawa.

Imagem

É um jogo indie originalmente lançado para o PC em 2018, portado digitalmente pro Switch em 2019 e que em 2020 recebeu a edição física. Eu nunca havia ouvido falar até a E3 (digital) de 2020, quando o jogo apareceu na apresentação de jogos físicos da Limited Run. O trailer me enganou direitinho, mostraram só cenas de porradaria típica de beat 'em ups, com aquele visual escolar de Yu Yu Hakusho, não pensei duas vezes: tomei nota do nome e assim que iniciaram as vendas, comprei.

Imagem

Eles venderam o jogo como sendo um "beat 'em up onde o personagem precisa balancear sua vida de líder de gangue com os estudos e ainda manter a sua forma", só que não é nada disso. Nem dá pra chamar de beat 'em up já que TODAS as lutas podem ser ignoradas, com exceção de uma que faz parte da história; dá para fazer o personagem estudar para tirar melhores notas mas isso não tem QUALQUER consequência ou vantagem no desenrolar do jogo, tanto faz você ser o melhor ou o pior aluno da escola, não muda nada no jogo, e embora você possa ir para a academia ou treinar nos aparelhos do parque para aumentar os seus atributos, uma vez que as lutas são todas opcionais isso se torna totalmente irrelevante. No fim das contas tá mais para um RPG bastante vazio onde literalmente você precisa ficar andando de um lado para o outro no mapa do jogo esperando pelos eventos que fazem a história avançar, sem qualquer indicação de como disparar esses eventos (desconfio que é entrar em uma área específica do mapa em um período específico do dia, já que o jogo tem um calendário/relógio internos). Imagine-se jogando um RPG em chinês, sem ter a menor ideia do que fazer em seguida e andando/fazendo coisas aleatoriamente na esperança do jogo avançar, é basicamente isso aqui, mas com o jogo em inglês.

Quiseram fazer (ou melhor "quis fazer", já que o jogo foi feito por um cara só) um "life simulator" do protagonista, Ringo, de modo que o jogador vivesse todas as experiências do dia a dia dele, que seria ir para a escola, se meter em brigas, se exercitar, assistir a filmes, ler livros, etc, enquanto avança sua relação com os amigos. Só que como eu disse acima, chega um ponto que você percebe que nenhuma dessas atividades têm qualquer relevância no desenrolar do jogo e são pura enrolação. Você pode roubar os inimigos derrotados, arrumar um emprego de meio período ou estudar bastante para receber a ajuda de custo da escola. Pra que? Pra nada, pois as coisas onde você pode gastar o dinheiro não mudam nada. Você pode comprar livros e sentar em sua cama pra ler, o que não muda nada. Pode comprar filmes para assistir na TV da sua casa, o que não muda nada. Pode jogar na máquina de pôquer e ganhar mais dinheiro, que não adianta para nada. Pode comprar comida para tentar manter o indicador de fome do personagem em um bom nível, só que percebi que tanto faz ele estar alimentado ou não, então quando percebi isso parei de comprar comida e deixei o status como "faminto" o resto do jogo, não fez diferença alguma. Se você souber em qual parte da cidade precisa estar e em qual parte do dia, você pode literalmente deixar o personagem parado esperando o tempo passar, ir para o local certo e disparar o evento que avança a história. Só que como não sabe onde/quando o próximo evento ocorre (e não há qualquer indicação no jogo quanto a isso), fica o tempo todo correndo feito uma barata tonta aleatoriamente ou fazendo aquelas atividades inúteis, achando que elas estão fazendo o jogo avançar de alguma forma, até que ocasionalmente, por sorte, você passa pelo local correto na hora certa e faz a hora avançar. A ideia do cara que fez o jogo foi boa? Até que foi, mas muito mal executada. Além de ter pensado em uma forma das atividades que podem ser realizadas terem alguma relevância no personagem ou no transcorrer da história, devia ter uma forma de ter ao menos algum direcionamento de qual é o próximo passo em vez de deixar o negócio tão aparentemente aleatório.

Pior que nem o enredo salva. O jogo devia contar a história de Ringo e seus amigos (daí o nome do jogo) durante seu último semestre na escola antes da formatura. Mas o que devia ser uma história de amizade e companheirismo ou coisa assim acaba de uma forma tão wtf que eu até fui procurar no Youtube vídeos de outras pessoas zerando o jogo pra ver se eu é que teria estragado o fim com alguma ação durante o jogo (e descobri que não, sempre acaba igual). Spoilers a seguir, mas acho que ninguém aqui vai jogar isso mesmo. O jogo começa com Ringo e seus amigos voltando de mais uma briga com uma gangue rival, no início do último período da escola antes de cada um seguir o seu rumo. Todos os eventos que são disparados aparentemente aleatoriamente envolvem Ringo e um desses amigos (ex: um deles vem pedir ajuda a Ringo pois se meteu em uma dívida de jogo, outro vem pedir para o acompanhar em um encontro duplo com uma garota em que estava a fim, etc). Aí beleza, a cada evento desse você acredita que está vendo os laços de amizade cada vez mais fortes com cada personagem até que na missão final, que começa após a turma se envolver em uma briga, DO NADA todos os amigos resolvem abandonar Ringo. Na missão final, a namoradinha de um dos membros da turma está traindo ele com um estudante de outra escola, aí vocês vão e metem a porrada nele, e para se vingar disso a gangue dessa outra escola pega um dos caras da sua turma enquanto andava sozinho e o deixam em coma. Ringo fica com sangue nos olhos e resolve ir acabar com o líder dessa outra gangue, marca com todos na estação de trem às 6 e quando chega a hora, ninguém aparece e um dos traíras diz que "ninguém mais liga para isso".

Imagem

Ringo então vai sozinho enfrentar toda a gangue rival (uma luta contra dezenas de inimigos onde você não perde, sempre que o HP cai a zero ele volta sozinho, até que alguns minutos depois o logo do jogo aparece na tela mostrando que os "amigos" de Ringo Ishikawa o deixaram na mão enquanto ele, sozinho, tenta vingar o companheiro, e fim, créditos na tela).

Imagem

Tipo, o negócio não faz o menor sentido. Se durante o jogo fossem sendo mostrados que os laços de amizade estavam sendo desfeitos ou algo assim, beleza, mas é justamente o contrário, até a penúltima missão todo mundo tava lá lutando de boa juntos, até pelos motivos mais ridículos, e aí justamente quando é pra vingar um companheiro deixado em coma todo mundo diz "ah cansei disso, se fode aí sozinho". Zero sentido no desfecho desse jogo. Pelo menos (acho) que serviu para mostrar o porquê do "friends" estar estilizado com "f" minúsculo no logo/título do jogo, deve ser pra indiciar que os "amigos" de Ringo, no fim, não se mostram tão amigos assim.

Jogo com um puta potencial desperdiçado assim, que desânimo.

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5562
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por Jair » Sex Fev 19, 2021 9:08 pm

Virtua Tennis, GBA
2021-02-19 17_04_45-Photo - Google Photos.jpg
2021-02-19 17_04_45-Photo - Google Photos.jpg (12.92 KiB) Exibido 1256 vezes

Mais uma conversao feito pela THQ para o GBA, e essa nao e' exatamente ruim. O classico de Dreamcast foi convertido de forma mais ou menos satisfatoria: apesar dos graficos e som terem sido adequados ao aparelho, a jogabilidade 'e boa e nao deixa a desejar. O maior problema e' a falta de conteudo, eu terminei o world championship em algo de 15 minutos. Enquanto a versao para dreamcast lhe deixa grudado por um tempao, a do GBA so vale a pena mesmo pra jogar com algum amigo.

Ao menos mantiveram os tenistas reais!
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Dom Fev 21, 2021 11:59 am

Zerei mais um beat 'em up, depois de duas gerações morto esse que é o melhor gênero recebeu uma boa quantidade de novos jogos nos últimos anos, então estou tentando experimentar o máximo deles.

Dessa vez foi o River City Girls no Switch, mas o jogo saiu para PS4 também.

Imagem

É o mais recente jogo da velha franquia Kunio Kun, que existe desde os 8 bits e que no ocidente teve os jogos lançados com nomes que deixavam pouco clara a ligação entre eles (Renegade, River City Ramson, etc). O jogo é legalzinho mas não é um dos melhores beat 'em ups que joguei recentemente. Graficamente é ok, é um pixel art mas tem alguma coisa no estilo gráfico dele que não me agrada, não sei explicar bem o que é. A trilha sonora é meio nada a ver, tem um monte de músicas cantadas, que não é muito comum em jogos desse tipo, e ainda por cima são músicas em inglês que não combinam nada com o clima oriental do jogo. Notei também que os hitboxes são meio estranhos, às vezes ficava na frente do inimigo e os golpes não acertavam, o que é meio frustrante, e uma coisa muito ruim é que os inimigos não têm uma barra de HP visível, algo básico em beat 'em ups, então as vezes você fica lá um tempão batendo no cara e pensando "porra esse cara não morre?".

Tem seus defeitos mas não é horrível, para quem curte o gênero é bem recomendado. A história do jogo é uma completa viagem, as personagens principais são as namoradas de Kunio e Riki (os protagonistas dos jogos anteriores da série) e vão em busca deles após serem "sequestrados". No fim descobrem que eles estavam apenas relaxando em um spa e que eles mal conhecem elas, elas é que estavam o tempo todo delirando de que eles gostavam delas e eram seus namorados, final bem wtf que pelo que vi revoltou alguns jogadores a ponto de a arc systems incluir via patch um "final alternativo" onde eles vivem felizes para sempre.

Imagem

Aliás, hoje a franquia, originalmente da Technos, pertence à arc system works, famosa pelos gráficos 2D lindos de Guilty Gear. Se tivessem feito esse jogo com gráficos 2D no mesmo nível, como Streets of Rage 4, ficaria bem melhor que esse pixel art esquisito... :(

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5562
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por Jair » Seg Mar 01, 2021 2:34 pm

Dynamite Deka 2, Dreamcast

Jogo de Beat'em up para Dreamcast, Dynamite Deka 2 foi lancado como Dynamite Cop no resto do mundo, isso por que o primeiro jogo (Dynamite Deka) saiu como Die Hard Arcade (utilizando o nome da franquia de filmes). Nao sei por que nao utilizaram novamente o nome Die Hard, provavelmente por que os filmes ja nao eram tao relevantes como anteriormente.

2021-03-01 08_39_20.jpg
2021-03-01 08_39_20.jpg (9.96 KiB) Exibido 1143 vezes
Esse e um jogo curto, voce escolhe entre 3 personagens para uma operacao de salvamento em um barco cheio de refens. Existem 3 maneiras de chegar ao barco: ar (para-quedas), botes ou nadando. E' legal que cada maneira muda um pouco os cenarios, dando uma certa variedade.

Os 3 personagens possuem movimentos e golpes distintos, que sao executados atraves de combinacoes de botoes. E' possivel tambem usar partes dos cenarios como armas: cadeiras, mesas, arcades, bastoes, vassouras, peixes (!) dentre outras coisas absurdas. Alias o jogo todo e' absurdo por que alguns inimigos vem fantasiados e sao engracados. Ainda 'e possivel pegar armas que vao desde revolveres, metralhadoras, granadas, misseis de longo alcance (sim, dentro de um barco), uma piada.

Esses sao os tres personagens selecionaveis incialmente:
2021-03-01 08_50_42.png
2021-03-01 08_50_42.png (109.19 KiB) Exibido 1143 vezes
Apos executar determinadas acoes no jogo, e' possivel acessar o personagem Bruno do primeiro jogo:
2021-03-01 08_52_00.png
2021-03-01 08_52_00.png (104.25 KiB) Exibido 1143 vezes
A personagem Cindy do primeiro jogo:
2021-03-01 08_53_37.jpg
2021-03-01 08_53_37.jpg (13.23 KiB) Exibido 1143 vezes
E o personagem Saru (macaco em japones):
2021-03-01 08_54_48.jpg
2021-03-01 08_54_48.jpg (15.31 KiB) Exibido 1143 vezes
E' so meio esquisito que substituiram o personagem negro pelo macaco, acho que nao deve ter sido por sacanagem, mas em um mundo cada vez ligado em movimentos contra racismo isso nao caberia.

O jogo ainda possui um modo 2 players cooperativo e 2 players contra. E um modo contra 100 inimigos que 'e pedreira. Alias apos finalizar as 3 operacoes (eles chamam de missoes), elas ficam disponiveis em dificuldades mais altas (bem mais altas).

Durante o jogo e' possivel encontrar e coletar quadros que abrem uma secao de arte. Toda a arte foi produzida pelo artista Tony DeZuniga e e' bem legal. Os quadros ficam escondidos e o VMU faz um beep quando chegamos perto deles.

Pra finalizar, ainda existe um mini game incluso, que 'e uma conversao do jogo Tranquilizer Gun da SEGA, de 1980.

Recomendo bastante, e' o estilo de jogo pra sentar e jogar 20 minutos, sem muita enrolacao. Uma pena que a SEGA nao usou a engine para um Streets of Rage, seria necessario melhorar os graficos (por que ele debutou originalmente na Model2) e e' claro adaptar o ambiente, mas acho que ficaria legal.
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5562
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por Jair » Seg Mar 01, 2021 2:38 pm

Force Five, Atomiswave/Dreamcast


Como tirei o po do Dreamcast com Dynamite Deka 2, resolvi testar as conversoes da Atomiswave que sairam nos ultimos meses. Esse e' Force Five, um jogo de luta bem legal.

Eu nem me importei com historia nem nada, so escolhei a personagem mais bonitinha e desci porrada :-) Ele lembra um pouco Tekken, os graficos sao bons, cenarios 3D e tudo mais. Imagino que a engine pudesse ter sido usada em um Virtua Fighter 4 para Dreamcast...

O jogo 'e curto e relativamente facil, vale a pena conferir. Esse eu rodei do cartao SD sem problema nenhum.
Anexos
2021-03-01 10_41_04.jpg
2021-03-01 10_41_04.jpg (7.12 KiB) Exibido 1143 vezes
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Dom Mar 07, 2021 7:25 pm

Acabei de zerar Sekiro: Shadows Die Twice no Xbox One X. Aquelas bostas de jogos com temática medieval da From Software eu passo longe mas como me interesso pela cultura japonesa esse eu tinha curiosidade de jogar pela ambientação. Achei mais ou menos, esperava que fosse melhor, mas já é o bastante pra ser o segundo melhor jogo deles. Pelo menos já tinham aprendido a implementar pause no jogo, então já foi um avanço.

Imagem

Imagem

Vi que o jogo tem quatro finais diferentes, obtidos de acordo com algumas ações tomadas durante o jogo, então como obviamente nunca mais vou jogar isso eu já procurei saber qual seria o "melhor" final, que tivesse a "melhor" conclusão e que requeresse explorar o máximo possível, pra pelo menos ter certeza de que a zerada foi "bem aproveitada". O final em si é uma bela porcaria mas também, o que poderia esperar né...

Assim como já seria de se esperar, pelo fraco game design característico da produtora que se resume a fazer golpes inimigos com 1 hit kill pra falar "nossa mas os jogos deles são muito difíceis, mas que gênio criou isso!!1!", a princípio todos os chefes parecem impossíveis mas aí você percebe que a grande maioria, inclusive o último, tem a mesma estratégia: trave a mira no inimigo e fique rodando em volta nele no cenário, ele irá errar todas as investidas mas sempre haverá um golpe específico que é lento o bastante pra você se aproximar, dar um golpe, se afastar e repetir. O chefe final é um coitado, tem três formas e se ficar correndo em volta dele ele não acerta nada.

No fim das contas, joguinho honesto, consegue aí um 7,0/10,0.

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Sex Mar 12, 2021 12:27 am

Terminei ainda há pouco Hellblade no Xbox One X. Eu tinha começado a jogar há uns 2 anos e parei logo no começo porque não tinha achado muito empolgante mas agora que joguei mais e entendi a proposta do jogo até que gostei, é um jogo bem diferente do normal, não tem muita ação nem muita desafio, é quase uma história interativa.

Imagem

O jogo trata de algo que não é muito comum ser abordado em jogos, que são problemas mentais. A protagonista, uma guerreira de um povo que viria a ser dominado pelos vikings, sofre de psicose é levada a acreditar desde criança pelo próprio pai que as vozes que ouve são uma maldição. Depois que uma praga sem qualquer relação mata grande parte de seu povo ela acha que é sua culpa e se auto-exila, retornando apenas para descobrir que seu namoradinho foi sacrificado em um ataque, o que piora ainda mais a sua condição. Ela parte então ao encontro de Hela para tentar trazê-lo de volta, o que nunca poderia ocorrer, e acaba descobrindo isso no final.

Aliás, quando o jogo começa é dito que sempre que o jogador morre, a "maldição" aumentará dentro de Senua (o que é representado pela sua mão que fica negra e isso vai subindo pelo braço sempre que se morre), e que se ela chegar à cabeça dela, é game over e teria que recomeçar desde o início. Isso acaba causando uma tensão no jogador já que ele não sabe exatamente quantas vezes ainda pode morrer antes de ter que voltar desde o início, mas no fim das contas é um blefe, a mancha negra nunca chega à cabeça não importa o quanto morra. Os produtores disseram que como o jogo trata de aspectos mentais, essa foi uma forma que acharam de mexer com a cabeça do jogador que acha que tem que tomar o máximo de cuidado para não acabar tendo que recomeçar tudo de novo.

Depois de zerar o jogo tem um documentário sobre o desenvolvimento e é legal ver que estiveram envolvidos professores e doutores especializados em condições mentais, da Universidade de Cambridge, que ajudaram identificando os principais sintomas e transtornos que as pessoas com psicose sofrem para que os desenvolvedores pudesse "traduzi-los" para o jogo, como as vozes que ouvem, a sensação de chão e paredes se movendo, a visão de pessoas que não existem, tudo acaba sendo retratado de alguma forma no contexto do jogo, então é interessante que fizeram um negócio diferente, mostrando condições reais em um contexto de fantasia. A duração é boa, tem umas 6 horas creio eu, que é o suficiente para acabar antes de encher o saco já que a falta de ação pode acabar entediando um pouco.

No fim das contas foi uma experiência interessante, nem perto de ser um dos melhores jogos que já joguei mas por ser curto, vale ser experimentado. Eu tinha zero interesse na já anunciada sequência mas agora fiquei curioso pra jogar, até mesmo porque o primeiro acaba em um gancho para a continuação.

OBS: e isso sem falar que graficamente é muito bonito, o que não é surpresa se tratando de jogos Ninja Theory.

Avatar do usuário
overday
Mensagens: 988
Registrado em: Sex Fev 17, 2017 8:32 pm
Localização: Petrópolis / RJ
Contato:

Re: Jogatina Sega Brasil - Terminados 2021

Mensagem por overday » Qua Mar 17, 2021 10:50 pm

Terminei Metroid, o primeiro do NES. Nunca tinha zerado nenhum jogo da série pois nunca tive grandes interesses e isso não mudou, nenhuma vontade de jogar outros tão cedo.

Imagem

O jogo seria bem melhor se não fossem as passagens secretas obrigatórias para avançar que não têm qualquer indicação que sequer existem ou onde estejam. Se ainda fosse uma parte do chão ligeiramente diferente ou algo que fosse difícil de notar, porém ao menos possível de ser notado, beleza, mas não, os lugares com passagens secretas são idênticos às paredes e chão normais então o cara tem que sair atirando e jogando bombas aleatoriamente, isso partindo do pressuposto que ele saiba ao menos que existem passagens secretas no jogo pois no começo vai ficar andando de um lado pro outro sem a menor ideia do que deve ser feito. Bonzinho mas podia ser bem melhor, se for comparar com outros jogos de plataforma com tiro no próprio NES, Megaman 2 por exemplo é extremamente superior.

Responder