#todosossucessosdomaster - zeraremos tudo em 2016/2017/2018?

Nós vamos ao encontro do mais forte!

Moderador: Moderadores

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

#todosossucessosdomaster - zeraremos tudo em 2016/2017/2018?

Mensagem por Corredor X » Sex Jan 15, 2016 12:35 am

Enfim, a maior peleja da história do fórum! :mrgreen: Inspirado por uma proposta semelhante vista em um site estrangeiro, a parada é a seguinte:

Eu desafio os usuários do Sega-Brasil a terminarem durante o ano de 2016, de forma coletiva, todos os jogos do Master System lançados pela Tec Toy .

EDIT: como não zeramos tudo em 2016, vamos lá fazê-lo em 2017! Colaborem, seus safados!

EDIT 2: DE 2018 ISSO NÃO PASSA! QUASE LÁ, AMIGOS! :cry:



A coisa é simples: vamos manter uma listagem dos jogos em questão neste tópico e, conforme um forista o termina, será cortado da mesma. A ideia é que os usuários colaborem para que possamos fechar a relação até o fim do ano, mas a prioridade aqui não é o prazo, mas sim a diversão proporcionada pelo desafio. Para que todos possamos aproveitar o tópico, algumas regrinhas para o bom andamento do mesmo:

. Cada usuário pode escolher o jogo que quiser para terminar, não sendo necessário anunciar ou mesmo “reservar” o mesmo. Quem terminar determinado título, ganha o crédito pelo feito na listagem, mesmo que o jogo já tenha sido terminado anteriormente – o importante é participar.

. Para não ficar fácil demais e estimular a jogatina, os foristas deverão se dedicar, em um primeiro momento, a títulos que nunca terminaram anteriormente ou mesmo jogaram. Além disso ajudar a não queimar títulos mais populares (Sonic, Alex Kidd, etc) logo de cara, o que possibilita a quem nunca os terminou experimentá-los e participar do desafio.

. Os jogos podem ser jogados no console original ou via emulação. Obviamente, cheats são proibidos e savestates devem ser usados apenas no lugar da função de salvar do título ou substituindo passwords. Não vale roubar, crianças. Ah, e o jogo em questão deve ter sido terminado pelo menos na dificuldade normal ou padrão, nada abaixo disso, nas versões brasileiras ou americanas. Para evitar algumas dorezinhas de cabeça, vamos evitar as vertentes europeias e japonesas dos títulos.

. Como prova do feito, basta tirar uma foto da tela final do jogo com um papel no qual deve constar o nome do desafio, #todosossucessosdomaster. Sim, eu precisava de um nome bem cretino para o tópico e nada seria melhor do que o tema da clássica campanha da Tec Toy cujo comercial de TV marcou a infância de muitos trintões nostálgicos :mrgreen: Todavia é um pouco irônico, visto que vamos ter que lidar com as bombas do console também... Sintam-se à vontade para adicionar seus nicks também, caso desejem.

. Depois de terminado, postem o nome do jogo e a foto do mesmo aqui no tópico. Além disso, eu peço para postarem um pequeno review ou comentário a respeito de como foi zerá-lo. Isso ajuda não só a compartilhar a experiência com o jogo como pode inspirar outras pessoas a testá-lo (ou não!).

. O que a gente chama de “terminado” aqui: chegar ao fim do modo história mais completo possível de um jogo determinado. Em títulos de aventura, plataforma, RPG e luta, por exemplo, isso se mostra de uma forma mais clara, mas em outros estilos podem haver algumas complicações. Em títulos de esporte e corrida, vale o modo campeonato mais completo. Em shooters ou outro gênero que possua loops após o final, considera-se zerado com o a primeira tela de encerramento. Falando em jogos de navinha, alguns não possuem uma tela de final, então o “terminado” aqui conta ao ultrapassar o ponto no qual o jogo passa a se repetir, favor pesquisar e comentar o caso na descrição. Em jogos que possuam múltiplas categorias de eventos, o jogador deve terminar todas elas (uma sugestão: em Jogos de Verão, por exemplo, que é um jogo curto, é um desafio interessante bater todos os recordes, isso dá uma sobrevida legal a esse tipo de título). Para casos que não se enquadrem nessas categorias ou que se configurem em algum tipo de problema para serem terminados, a gente discute a questão publicamente e diante dos fatos eu decido o que faremos.

. Pelas minhas contas, vão ser 243(!) jogos a serem terminados no total. Eu retirei da lista os Game Box, que nada mais são do que coletâneas de jogos anteriormente lançados. Em compensação e para homenagear o trabalho da Tec Toy, eu deixei os hacks de jogos na listagem, tanto os que nunca tiveram o jogo original lançado por aqui (como os Mônica/Wonder Boy) bem como os “repetidos”, como os Sapo Xulé e TV Colosso. Como são baseados em alguns clássicos do console, servem como uma possibilidade dupla e também como curiosidade - particularmente, nunca joguei nenhum deles.

. Casos especiais: eu adicionei os jogos da memória dos consoles clássicos também, ou seja, Hang-On, Safari Hunt (que dividiram um infame cartucho também) e o eterno misterioso Labirinto/Snail Maze, devidamente separados na lista. Fiz isso porque são peças fundamentais da nossa história, ora pois. Não estendi a exceção aos jogos dos modelos posteriores do Master III porque aqui o esquema já seja outro (embora Fantasy Zone vá fazer falta).

Então, o que estão esperando? a:placa:a

20 em 1 Corredor X
Ace of Aces Gigacom
Action Fighter Corredor X
Aerial Assault Corredor X
After Burner Gigacom
Air Rescue dwerneck
Aladdin Corredor X
Alex Kidd High Tech World Jair
Alex Kidd in Miracle World Corredor X
Alex Kidd in Shinobi World alexgobar, overday
Alex Kidd The Lost Stars Corredor X
Alien 3 Jair
Alien Storm Jair
Alien Syndrome Jair
Altered BeastDMN_Sonic
American Baseball Gigacom
Andre Agassi Tennis Melanogaster
Ariel the Little Mermaid Corredor X
As Aventuras da TV Colosso Jair
Assault City dwerneck
Asterix alexgobar, Corredor X, overday
Asterix and The Great Rescue Corredor X
Asterix and The Secret Mission Corredor X
Astro Warrior dwerneck, Corredor X
Ayrton Senna's Super Monaco GP 2 Jair
Aztec Adventure Corredor X, Jair
Back to the Future II Corredor X
Baku Baku alexgobar
Bank Panic Melanogaster
Basketball Nightmare Jair
Batman Returns Corredor X
Battle Out Run Corredor X
Battlemaniacs Gigacom
Black Belt Gigacom
Blade Eagle 3D Gigacom
Bonanza Brothers Corredor X
Bonkers Wax Up! alexgobar
Buggy Run Melanogaster
Captain Silver Jair
Castelo Rá Tim Bum Jair, alexgobar
Castle Of Illusion Jair
Champions of Europe Corredor X
Chapolim x Drácula Um Duelo Assustador overday
Cheese Cat-Astrophe Estrelando Speedy Gonzales Corredor X
Choplifter Gigacom
Chuck Rock Gigacom
Chuck Rock II Son of Chuck Jair
Cloud Master Jair
Crash Dummies Melanogaster
Cyber Shinobi Jair
Cyborg Hunter Jair
Daffy Duck In Hollywood Gigacom
Danan alexgobar
Dead Angle Gigacom
Deep Duck Trouble Estrelando Pato Donald Jair
Desert Speedtrap Starring Road Runner and Wile E. Coyote Melanogaster
Dick Tracy mattmess
Double Dragon Corredor X
Dr. Robotnik's Mean Bean Machine Corredor X
Dragon Crystal Jair
Dragon Maze DMN_Sonic
Dynamite Duke Gigacom
Dynamite Dux dwerneck
Dynamite Headdy Jair
E-SWAT Gigacom
Earthworm Jim overday
Ecco the Dolphin Jair
Ecco the Tides of Time Jair
F1 Gigacom
F16 Fighter
Fantasy Zone II Jair
Fantasy Zone: The Maze
FIFA International Soccer Melanogaster
Fire and Ice alexgobar
Flash, The
Flintstones, The alexgobar, Jair
Forgotten Worlds Jair
Férias Frustradas do Pica Pau Corredor X
G-LOC Melanogaster
Gain Ground Gigacom
Galaxy Force alexgobar
Gang's Fighter Jair
Gangster Town Melanogaster
Gauntlet Corredor X
George Foreman KO Boxing Corredor X
Geraldinho Jair
Ghost House Jair
Ghostbusters Corredor X
Ghouls 'n Ghosts Corredor X
Global Defense Gigacom
Global Gladiators Melanogaster
Golden Axe Jair
Golden Axe Warrior overday
Golfamania Gigacom
Golvellius Jair
GP Rider overday
Great Basket alexgobar
Great Voley Jair
Hang On DMN_Sonic
Heavyweight Champ dwerneck
Heroes of the Lance
Impossible Mission
Incredible Hulk, The DMN_Sonic
Indiana Jones e a Última Cruzada DMN_Sonic
James Bond 007 - The Duel Gigacom
James Pond 2 Codename RoboCod Melanogaster
Joe Montana Football Melanogaster
Jogos de Verão DMN_Sonic, overday
Jogos de Verão II Melanogaster
Jogos Olímpicos alexgobar
Jungle Book, The Gigacom
Jurassic Park Melanogaster
Kenseiden Gigacom
Krusty’s Fun House Jair
Kung Fu Kid Gigacom
Labirinto Corredor X
Land of Illusion Estrelando Mickey Mouse Gigacom, overday
Legend of Illusion Starring Mickey Mouse Corredor X
Lemmings Corredor X
Line of Fire Corredor X
Lion King Corredor X
Lord of the Sword DMN_Sonic
Lucky Dime Caper, The Corredor X, overday
Marksman Shooting & Trap Shooting Melanogaster
Master of Darkness DMN_Sonic
Masters of Combat DMN_Sonic
Maze Hunter 3D Gigacom
Mercs Melanogaster
Mickey's Ultimate Challenge Corredor X
Minigolf Melanogaster
Miracle Warriors dwerneck
Missile Defense 3D overday
Moonwalker Corredor X
Mortal Kombat Melanogaster
Mortal Kombat 2 Jair,overday
Mortal Kombat 3 Odin, overday
Ms. Pacman Melanogaster
Mônica no Castelo do Dragão Gigacom
Ninja Gaiden Gigacom
Ninja, The Jair
Nuclear Creature dwerneck
Olympic Gold Gigacom
Operation Wolf Jair
Ottifants, The Jair
Out Run overday
Out Run 3D Jair
Outrun Europa Corredor X
Paperboy Jair
Phantasy Star Corredor X
Pit-Fighter Jair
Populous
Poseidon Wars 3D Gigacom
Power Strike Jair
Power Strike II Jair
Predator 2 Gigacom
Prince of Persia Corredor X
Pro-Wrestlingoverday
Psychic World Corredor X
Psycho Fox Corredor X
Quest for the Shaven Yak Starring Ren & Stimpy mattmess
R-Type Jair
R.C. Grand Prix Gigacom
Rainbow Islands Melanogaster
Rambo III dwerneck
Rampage alexgobar
Rastan DMN_Sonic
Renegade Corredor X
Rescue Mission dwerneck
Road Rash Jair
RoboCop 3 Gigacom
RoboCop versus The Terminator Gigacom
Rocky Corredor X
Running Battle Vectorman, Corredor X
Safari Hunt alexgobar
Sagaia DMN_Sonic
Sapo Xulé O Mestre do Kung Fu Jair
Sapo Xulé SOS Lagoa Poluída Corredor X
Sapo Xulé vs Os Invasores do Brejo Jair
Scramble Spirits Corredor X
Secret of Shinobi, The Jair
SEGA Chess Corredor X
Sega World Tournament Golf overday
Shadow of the Beast Corredor X
Shapes and Columns Corredor X
Shinobi Corredor X
Shooting G Jair
Simpsons Bart vs. Space Mutants, The Jair
Simpsons Bart vs. The World, The Melanogaster
Slapshot Gigacom
Smurfs, The Gigacom
Sonic Blast Jair
Sonic Spinball DMN_Sonic, overday
Sonic the Hedgehog overday
Sonic the Hedgehog 2 overday
Sonic the Hedgehog Chaos DMN_Sonic
Space Harrier 3D Jair
Spellcaster Jair
Spider-Man Corredor X
Spider-Man Return of the Sinister Six DMN_Sonic
Spy vs. Spy
Star Wars Corredor X
Street Fighter II' Corredor X, overday
Streets of Rage alexgobar
Streets of Rage II Jair
Strider Jair
Strider II DMN_Sonic
Submarine Attack Corredor X
Super Cross alexgobar, overday
Super Futebol Melanogaster
Super Futebol II Jair
Super Kick Off Corredor X
Super Mônaco GP Gigacom
Super Tennis Melanogaster
Superman The Man Of Steel Corredor X
Sítio do Pica Pau Amarelo Jair
Taz in Escape From Mars overday
Taz-Mania Melanogaster
Teddy Boy Corredor X
Terminator, The Gigacom
Thunder Blade Jair
Time Soldiers Jair
Tom and Jerry the Movie alexgobar
Turma da Mônica em O Resgate Jair
Ultima IV overday
Ultimate Soccer Corredor X
Vigilante Jair, alexgobar
Virtua Fighter Animation Corredor X
Wanted Jair
Where in the World is Carmen Sandiego Melanogaster, overday
Wimbledon Melanogaster
Winter Olympics
Wolfchild alexgobar
Wonder Boy alexgobar
World Class Leader Board Melanogaster
World Cup USA 94 overday
World Games Corredor X
World Grand Prix Melanogaster
WWF Wrestlemania Steel Cage Challenge Melanogaster
X-Men Mojo World Melanogaster
Y's overday
Zaxxon 3D Corredor X
Zillion Gigacom
Zillion II
Gigacom

(lista atualizada em 30/01/2018 - 235/243)
Imagem

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Ter Jan 19, 2016 1:46 pm

Trazendo para cá os jogos já terminados o tópico antigo! :mrgreen:
Jair escreveu:Pit-Fighter, Master System.
► Exibir Spoiler
Eu sabia que o jogo era ruim, mas ruim assim? E olha que sou fã da versão de Mega.

Eu comecei a jogar uma vez e parei, ruim demais, os controles respondem mal. Então tentei novamente e descobri que todos os inimigos podem ser derrotados com simples voadoras. Ok, voadora pra cá, voadora pra lá e terminei o jogo. Desista de tentar outros golpes, a colisão é péssima e você vai perceber que as vezes socando um lugar vazio acaba por acertar o oponente mesmo assim.

O cenário é enorme, não sei exatamente o motivo por que. O background é extremamente pobre, a galera torcendo então são mera sombras. Os personagens ficaram com uma qualidade razoável, mas muito pequenos. Quando vemos o que foi feito com Mortal Kombat no Master System percebemos que esse jogo poderia ser bem melhor.

Som? Terrível, esqueça.

O lado bom? É possível controlar os inimigos, sim é bem legal mas só isso não esconde os problemas. Controlar o incontrolável é impossível :-)

E a foto do fim que vocês estão vendo é do porta-retrato dos desenvolvedores. Talvez se não gastasse memória com esse final o acabamento do jogo seria melhor? Talvez.

Fique com a versão pra Mega que chuta bundas, o resto esqueça (não gosto nem do arcade).

Ao menos livrei a galera de jogar essa porcaria :-)
Jair escreveu:Jogo número 2: Ecco the Dolphin
► Exibir Spoiler
Eu sou fã de Ecco, joguei muito no Mega Drive o primeiro e segundo (mas acho que não terminei o segundo). As músicas da versão para SEGA CD são fantásticas, incríveis!

Mas vou voltar a versão para SMS.

O jogo é uma tentativa de se copiar a versão para Mega Drive. Os níveis são parecidos, a história é a mesma, a mecânica é a mesma. Os níveis é claro foram bem simplificados, os inimigos também. Os famosos puzzles foram simplificados: agora em quase todo nível você tem que resolver um puzzle envolvendo blocos, nada muito difícil.

Gráficos são bons, nítidos, mas não muito variados. Poucos inimigos, background simples mas no geral lembra bem o jogo original. Em determinados momentos é possível perceber um slowdown significativo que não atrapalha mas que é chatinho.

Da parte sonora eu não gostei. Se o jogo original tem uma trilha sonora fantástica a versão do Master ficou devendo, as vezes até dói os ouvidos rs Uma pena.

Dificuldade? Em comparação ao Mega Drive a versão do SMS é bem fácil. O último chefe inclusive é ridículo de chefe, diferente da versão original.

Controle: Bons mas com alguns problemas de colisão. Não é difícil entrar um pouco no cenário, ou atravessar um bloco. Não atrapalha, mas novamente comparando com o original que tinha controles perfeitos deixa um pouco a desejar.

No geral o jogo é bom, não fantástico, mas representou bem a série.

Mais imagens, cuidado com spoilers.
► Exibir Spoiler
DMN_Sonic escreveu:Há eu zerei um que queria faz tempo, Sagaia!!!!! Uuhhhhuuuu!!!!
► Exibir Spoiler
Bem, o que falar de zerar um jogo na raça como esse, decorando as três primeiras fases e o resto no puro reflexo??? Muito!!!

Eu tenho esse cart há um bom tempo mas nunca dei tanta bola, eu achava muito bom mas sem saco pra jogar, mas de um ano pra cá resolvi jogar mais shmups pois precisava de mais desafio e fui pegar logo ele, depois do desafio proposto aí me dediquei por completo e tá aí!

O jogo é de longe um dos melhores do Master System, gráficos excelentes, bosses e sub-bosses muito bem detalhados e um nível de dificuldade OK, nada exagerado, pelo menos que é habituado a jogar shmups.

O defeito fica por conta dos sprites invisíveis, coisa que crítico duramente no NES e aqui também acontece, se do nada juntar três tiros em sua direção e atirar, alguma coisa vai desaparecer mas por causa disso pode também te matar, e perdi muito com isso, ainda mais na fase da Terra, quando surge uma tartaruga do mal que atira, cospe fogo e solta mísseis teleguiados ao mesmo tempo, aí enche de sprite na tela e o SMS chora.

A trilha sonora é espetacular como um bom shmup, até enquanto trabalhava eu assobiava a música de tão boa e grudenta, ainda mais na fase final, Júpiter, belíssima.
► Exibir Spoiler
Eu fiz o caminho A C D F G I K, todas as fases do caminho de baixo são mais amistosas, exceto a de Marte que é bem sacana no começo.

E por ter vários caminhos o Replay é garantido.

Eu recomendo pra quem quer um desafio bacana, Sagaia provou ser um título digno de estar na minha coleção, diria até que em qualidade aproxima de Power Strike.

Enviado de meu XT1097 usando Tapatalk
E atualizei a lista, faltam apenas 240 agora! :mrgreen:
Imagem

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5193
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Jair » Ter Jan 19, 2016 2:59 pm

Temos que correr! a:placa:a
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

DMN_Sonic
Mensagens: 2666
Registrado em: Sáb Mai 25, 2013 12:59 am
Contato:

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por DMN_Sonic » Ter Jan 19, 2016 6:41 pm

Aeeeee!!!! Agora sim!!!!

Eita, já tô no sexto cristal do Golden Axe Warrior mas eita jogo difícil!!!

Só complica o game, tem boss que vira monstro comum e por aí vai.

Na boa confesso que pra achar a magia do fogo tive que apelar para um vídeo, é tão escondido que chega a ser sacanagem de quem o programou.
► Exibir Spoiler
Aqui já estou com o Dragon Shield mas a armaruda ainda é a segunda, os seis cristais e três magias, a de raio, terra e fogo, pelo que li ainda tem a da água, agora quero ver achar esse Treco!!!

Vamos ver os próximos que irei zerar...

Enviado de meu XT1097 usando Tapatalk
Se estiver alguma palavra maluca digitada nos meus posts , culpem o corretor ortográfico do Android.

DMN_Sonic, Always Rockin' the games

Veja meu site para modificações, minha coleção e muitas outras loucuras dos games!
http://www.dmnsonic.url.ph

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Ter Jan 19, 2016 7:29 pm

Coloquei sua foto em spoiler porque estava meio grandinha... :mrgreen:

Quanto aos meus jogos, vou começar com um "clássico" (na verdade, vou levar um tiro pelo fórum, ao mesmo tempo que quero fazer disso um evento sociológico :lol: ) e depois acho que vou tentar riscar um cabeludo da lista...
Imagem

DMN_Sonic
Mensagens: 2666
Registrado em: Sáb Mai 25, 2013 12:59 am
Contato:

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por DMN_Sonic » Ter Jan 19, 2016 7:53 pm

Fechou Corredor, sem problema, é que no Tapatalk não dá pra ter noção do tamanho das imagens e como fica no fórum original.

Já namorei a lista e os que tenho são os mais famosos e não tão difíceis de zerar, mas ainda tenho uns na manga.

Enviado de meu XT1097 usando Tapatalk
Se estiver alguma palavra maluca digitada nos meus posts , culpem o corretor ortográfico do Android.

DMN_Sonic, Always Rockin' the games

Veja meu site para modificações, minha coleção e muitas outras loucuras dos games!
http://www.dmnsonic.url.ph

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Qua Jan 20, 2016 12:44 am

Fui toooodo feliz começar na brincadeira hoje, baixei o MekaX, baixei fullset de Master com o Game Gear de brinde, fui buscar o XBox no outro cômodo, liguei o bichão no modem, transferi os arquivos, voltei com o console para o setup, liguei tudo, comecei a jogar eeeeeeee... os botões do controle começaram a falhar :roll:

Como eu já tinha comentado aqui antes, eu tive que fazer um mod improvisado no meu controle da Logitech (o embrião do controle do X360 e melhor opção do console) por conta da resistência das borrachas dos botões, que precisam "amaciar" com o tempo antes de serem plenamente funcionais. Os comandos tendem a falhar se você apertar rapidamente o botão (descobri isso jogando R-Type de arcade, imagina o drama). Se estivéssemos em 2002, o XBox fosse meu único console e eu não tivesse nada para fazer da vida a não ser ficar matando aula na universidade para jogar Soul Calibur 2 o dia inteiro, isso aconteceria naturalmente em pouco tempo, mas não é o caso. Por isso, troquei as mesmas por borrachas de controle de SNES separadas individualmente, que funcionam muito bem até certo ponto mas tendem a ficar saindo vez ou outra. Hoje abri e fechei o controle umas 26 vezes até descobrir que uma borracha de direcional do controle alternativo meia-boca que veio com o console (que já tinha ido para o desmanche) ficaria perfeita, como realmente ficou - e nem precisou ser recortada. Problema solucionado, mas a noite foi embora :roll:

Apesar do atraso, uma descoberta fascinante: a emulação do Game Gear no XBox é fabulosa, animei até a baixar outros fullsets de portáteis para ver se rodam tão bem.
Imagem

Avatar do usuário
Odin
Mensagens: 6250
Registrado em: Ter Mai 04, 2010 2:52 pm
Localização: Palácio Valhalla - Asgard
Contato:

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Odin » Qua Jan 20, 2016 5:18 pm

Eu posso jogar emulado no DS? :mrgreen:

Tem alguns jogos de Master que não tenho, mas que gosto deles e poderia zerar, se puder hoje mesmo já termino eles :P
Imagem

Imagem

Imagem

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Qua Jan 20, 2016 6:00 pm

Pode emular sim, mas só se você nunca tiver zerado esses jogos antes - essa é a regra de ouro do desafio. Se for algo que você já terminou antes, dê a oportunidade para um coleguinha fazê-lo pela primeira vez :mrgreen:
Imagem

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Qui Jan 21, 2016 12:42 am

Jogo #1 - 20 em 1
► Exibir Spoiler
Sim, alguém teria que fazê-lo, e eu resolvi me prestar a este sacrifício :|

20 em 1 é uma coletânea de “jogos” curtos que passou a acompanhar o Master III primeiro na forma de cartucho e depois incluso na memória, curiosamente contanto como 20 jogos diferentes e não apenas um, o que deve ter frustrado muitas crianças em seu tempo.

Aliás, frustração é uma palavra que se adequa bem ao jogo em questão. Eu fico imaginando qual mente infantil, ao ganhar lá pelos idos de 1995 seu Master System III versão “21 jogos inclusos” (leia-se o cartucho mais Sonic, olha que pilantragem) teria se demorado em um dos indescritíveis tormentos deste título ao invés de se deleitar com aquele espetáculo que ainda é o jogo de estreia do ouriço.

Veja bem, eu entendo que o público-alvo de 20 em 1 seja crianças pequenas, que ainda estão distantes de conseguirem se orientar e aproveitar jogos mais complexos, praticamente o mesmo público que alguns anos depois iria se acabar naqueles joguinhos em flash disponíveis em inúmeros sites antes mesmo de terem sido alfabetizados. Também entendo que devemos louvar uma iniciativa pioneira de se fazer jogos em nosso país, numa época pré-popularização da internet e também no qual ainda não existiam jogos para celulares (plataforma que ainda engatinhava por aqui).

O problema, meus caros, é que os jogos são terríveis. Não é nem exigir que cada um fosse um Tetris, que alia jogabilidade excelente com replay ilimitado, mas o problema aqui é que não há defesa para qualquer categoria analisada. Fora que, na maioria dos casos, são descaradamente inspirados em outros jogos, principalmente da geração Atari, do NES e até do próprio Master, o que pega mal demais.

Antes de encarar o bicho (sempre fugi deste momento nas últimas duas décadas, cheguei a testá-lo algumas vezes, mas o larguei como uma criança a pegar uma água-viva na mão), consultei o manual para saber se os jogos inclusos teriam nomes próprios ao invés dos números que nos são apresentados. Nada, apenas descrições simples do “enredo” de cada um, sem nem mesmo explicar comandos ou algo do tipo.

(o manual, aliás, é uma tristeza à parte, pecando pela falta de revisão e fugindo completamente do esquema de design tradicional da épocas das caixas brancas, conseguindo ser menos bonito ainda do que na época das caixas azuis - que tinham até Comic Sans nos títulos, lembrem-se. A capa é um amontoado de cliparts que também não merece muitos comentários)

Temos aqui vinte jogos sem qualquer relação uns com os outros, além de algumas “similaridades” que comentarei depois. O objetivo, se é que podemos chamar disso, é conseguir o maior número de pontos em cada modalidade dentro de um determinado tempo. Há pouca variação deste tema, exceto um par de jogos que findam misteriosamente, talvez por você alcançar uma pontuação definida ou chegar em um determinado ponto, e um jogo em especial que tem realmente um objetivo – que você descobre sem querer, claro, visto que nem no manual ele é citado.

Cada modalidade tem um minuto para ser terminada/suportada, embora esse tempo pareça infinitamente maior pelo desenrolar da coisa... Ao término desse tempo, você pode ser agraciado com duas telas: uma de vitória, que conta com o protagonista do jogo 1 segurando um troféu, ou então uma de game over, no qual você é impelido a jogar novamente pela face sorridente do protagonista do jogo 2. Independente de qual tela você veja, caso aperte o botão 1, volta a jogar a mesma modalidade com os pontos acumulados da vez anterior. Caso espere um pouco ou aperte o botão 2, você volta à tela inicial e pode escolher outro jogo (ou desligar o videogame, uma saída um tanto mais sábia).

Vamos então aos reviews individuais de cada minijogo. Como nenhum deles tem um nome, resolvi inventar algumas alcunhas (baseadas na cultura pop e sem muita relação com o jogo) para melhor identificá-los junto ao número correspondente. Foi mais divertido pensar nelas que jogá-los, por sinal.

1 - Eu Tenho Um Primo Que Trabalha Na Construção Civil: você é um intrépido operário que deve pegar ferramentas que caem muuuuito lentamente do alto da tel. Lembra o clássico Kaboom! do Atari mas sem qualquer traço da dificuldade do mesmo, basta fazer um determinado número de pontos e aguentar todo o minuto sem cair no sono. O curioso aqui é que o garoto usa um capacete (único Equipamento de Proteção Individual utilizado por ele, por sinal, nada de cinturões de segurança ou protetores auriculares) que tampa sua visão, o que deve dificultar bastante sua vida. Outra coisa é a fina tábua na qual está apoiado nas vigas do prédio em construção, que aparentemente deve ser de uma madeira muito dura e resistente para aguentar o sujeito.

2 – Ela Quer Ir Morar Comigo Na Lua: aparentemente, você é uma cabeça decepada de robô sorridente e de rodinhas em um dos satélites de Saturno, visto que o planeta está dando sopa ao fundo. O objetivo aqui é pegar deliciosos doces que alguém deve ter esquecido ali e desviar de bombas e outros objetos danosos. É uma cruza de Fast Food com Moon Patrol, duas pérolas do Atari, mas sem sequer sombra da jogabilidade, diversão ou charme dos mesmos. Parece ter como objetivo um número estabelecido de pontos – não, eu não sou doido de registrar quantos, nem eu sou masoquista assim.

3 – Aquele Velho Carteado e Algumas Manobrinhas: um dos concorrentes sérios a pior jogo do cartucho, o que quer dizer muito. Você é um skatista muito doidão (esses olhinhos esbugalhados não mentem, amigo) e precisa desviar de obstáculos na pista. A jogabilidade é horrível, visto que você só pode frear o skate e também subir e descer, estes últimos apenas quando estiver em movimento; assim, é quase impossível desviar das coisas, já que o personagem não sai do meio da tela. Lembra da primeira fase de Back to the Future II, do Master? Aquilo é Tony Hawk perto disto aqui. Outra coisa: não descobri o objetivo desta daqui, joguei diversas vezes seguidas e não foi pontuação visto que fiz mais de 1000 pontos, não acertei nada e também não foi... Programação nota dez.

4 – Incidente em Varginha (que, aliás, está completando vinte anos exatamente hoje!): Você controla uma criatura curiosa, algo como um alienígena com casco ou chapéu de palha chinês nas costas, e deve chegar ao final da fase pulando bloquinhos em câmera lenta. Juro. A única maneira de morrer é ser prensado pela tela, algo que você deliberadamente deve deixar acontecer visto que demora uns bons dez segundos. Os únicos dois comandos são frente e pulo, nem dá para voltar. Para variar, é horrível, mas pelo menos me fez lembrar do sul de Minas, ô terrinha boa...

5 – O Primo de Jerry: você é um ratinho minúsculo (basta ver a proporção com o resto do cenário) e deve pular para pegar os pedaços de queijo que lhe são atirados. Como são pedaços também minúsculos, alguém obviamente deve estar alimentando o ratinho. Não ofende, embora seja claramente inferior ao Frogs and Flies de Atari que lhe deu origem – sem contar o pioneiro Frogs, arcade da Sega de 1978(!), no qual foi inspirado. Outro desses de pontos para vencer.

6 – O Segredo do Abismo: basicamente o mesmo jogo que o 1, mas com o operário trocado por um escafandrista em um navio antigo naufragado. Como estamos debaixo d’água, o jogo fica ainda mais lento, como se fosse possível... Agora caem moedas da superfície, o que não faz nenhum sentido, que devem ser recolhidas com um balde. Porque o sujeito não espera que todas caiam na proa do navio para pegar tudo depois me é um mistério. O cenário conta com duas cabines laterais, as mais estereotipadas possíveis, das quais eventualmente sai um tubarão com cara safadinha que se encostar em você tira alguns pontos – é quase impossível evita-lo, só mesmo se você estiver do outro lado da tela. A exemplo do primeiro, também deve ser de pontos e é tão sonolento quanto.

7 – Motocicleta Endiabrada: uma versão pobrinha de Alex Kidd BMX Trial e de tantos outros jogos no estilo Rally Bike, com duas coisas que chamam a atenção: o scroll da tela se move de cima para baixo e a moto parece uma britadeira. Esse termina rapidinho, basta desviar de alguns obstáculos e a corrida termina misteriosamente em um determinado ponto. Não ofende, mas também não justifica – podia ser o mote dos jogos menos ruins do cartucho, por sinal.

8 – Corrida da Morte - Ano 2000: você dirige um carro amarelo, também de cima para baixo na tela (que fetiche com isso, credo) e deve desviar de carros vermelhos pilotados por motoristas aparentemente tendo algum tipo de convulsão ao volante, pois eles tremem incontrolavelmente. Lembra bastante um monte de jogos no estilo, particularmente as fases de carro do Ghostbusters do NES. Deve ser por pontos, nem lembro mais.

9 – O Guarani: um bravo indiozinho em uma canoa deve fugir de adversidades em um rio, como jacarés, flechas e pedras. É um jogo até interessante, não apenas porque eu realmente acho que precisamos de mais jogos (e outras obras culturais) sobre nossos antepassados. Os controles poderiam ser um pouquinho melhores, embora não sejam tão horríveis quanto o jogo 3, visto que o objetivo é não ser acertado por nada no caminho – foi assim que consegui o final bom dele, pelo menos. Realmente, é tão aleatório que se bobear deve ter pontos envolvidos também.

10 – Trovão Azul: imagina Combat do Atari com os gráficos levemente influenciados por Tiger Heli do NES. É exatamente o que temos aqui. O helicóptero inimigo fica paralisado quando é acertado, sendo que você pode aproveitar isso para poder meter mais bala ainda no sujeito e fazer os pontos necessários. Da primeira vez em que joguei, o inimigo ficou parado na minha frente 90% do tempo sendo acertado, sem nem mesmo eu ter saído do lugar para atacá-lo. Conceito interessante, mas que merecia uma execução melhor. Fiquei com vontade de jogar o divertidíssimo M*A*S*H do Atari, lembram dele? Preciso rever a série também...

11 – Sapo Cururu: falei há pouco que o jogo do ratinho lembrava o Frogs/Frogs And Flies, não falei? Pois é, este aqui é um plágio descarado do mesmíssimo jogo! Fico imaginando aqui como funcionam os direitos autorais para estilos/engines de jogos, nos quadrinhos ainda nos anos 30/40 o tanto de editoras que perdeu judicialmente personagens e faliu só porque o conceito era parecido com o do Super-Homem... É a coisa mais simples do mundo, mas tem um timing bastante preciso para que o sapo consiga pegar os insetos. O triste aqui é que se você não soltar a língua dele a tempo, os insetos fazem dano ao sapo e você perde pontos. Conseguiram estragar a tal coisa mais simples do mundo...

12 – O Último Guerreiro das Estrelas: um shmup tão simples e repetitivo (ainda que só dure um minuto) que faz Astro Warrior parecer Ikaruga, no qual os inimigos descem da tela e demoram a sumir, perseguindo sua nave. Aliás, fico me perguntando se o Kollision tem essa bomba chamada 20 em 1 na coleção por conta desses jogos de naves... Não sei se o que causa o final bom é pontuação ou não ser acertado, digamos que a minha paciência para com o jogo aqui já estava seriamente baixa. Estou me divertindo infinitamente mais escrevendo sobre a experiência do que com a dita cuja.

13 – Esses Homens Maravilhosos e Suas Máquinas Voadoras: outro de navinha? É, decididamente o Kollision deve ter esse cartucho escondido em algum canto... Aqui temos um teco-teco amarelo que deve estourar balões que sobem rápido pacas – notei alguma relação com a aceleração do próprio avião, embora não consiga afirmar com certeza – enquanto foge de inimigos cinzas que surgem do nada atrás de você. Como funciona no mesmo esquema do jogo 3, que parece ser o avatar de tudo o que de ruim existe em 20 em 1, você fica muito limitado pelo avião ficar preso no centro da tela, desviar aqui acontece mais na aleatoriedade do que tudo. E vá ter paciência para fazer os pontos necessários...

14 – Rollerball – Os Gladiadores do Futuro: pegue a modalidade Skating de Jogos de Verão e tire tudo o que for divertido nela, usando o mesmo carinha do jogo 3 mas agora usando patins. Cópia deslavada do clássico do Master, dá para ver claramente a “influência” nos objetos do cenário e no jeitão da prova. A única coisa boa deste aqui é fazer o original parecer ainda melhor. Não vou gastar mais teclado com este porque realmente não merece.

15 – O Pão Da Minha Prima: lá em cima eu mencionei que um jogo em específico tinha um objetivo, lembram? É este aqui. Você controla um padeiro bigodudo (estereótipo é mato, ora pois) que deve rebater pãezinhos em uma parede com um forno, em um esquema bem Pong mesmo. O detalhe é que para terminar o jogo, você precisa acertar dois pães na boca do tal forno. Simples, em uns vinte segundos você percebe o ponto exato e o ângulo do qual deve mandar o bólido panificado para que ele vá direitinho ao local determinado. Seria ótimo se o manual ou o próprio jogo indicassem isso, ao invés de ter que jogar algumas vezes para perceber o drama. Divertidinho, mas termina mais rápido que pirulito mastigado.

16 – Verão da Lata: um spray de matar insetos adquire vida própria e postura de super-herói, devendo exterminar insetos gigantes e coloridos que infestam uma cozinha. Em um filme estrelando Vincent Price ou então dirigido por Ed Wood poderia render alguma coisa, mas aqui não passa nem perto disso. Mesmo esquema do jogo 11, ou seja, outro plágio de Frogs and Flies. Chega dele.

17 – Gotcha! – Uma Arma do Barulho: possivelmente o antecessor espiritual de Splatoon do WiiU. Você controla um garoto estranho, possivelmente paramentado para a prática do paintball (que o faz parecer um lápis) e deve atirar o que eu espero que seja tinta em clones verdes seus, que embora o persigam não conseguem pular atrás de você e fazem um ruído muito estranho quando morrem. O jogo termina quando você alcança um ponto aleatório do cenário, para variar. Podia ser um Wonder Boy, mas passou longe. Deve ser uma metáfora freudiana/tectoyniana, sei lá.

18 – 007 – O Espião Que Me Amava: jogo de esqui, clone não de contemporâneos como Slalom do NES mas sim de similares do Atari, como Skiing e Winter Games, inclusive os gráficos parecem saídos do console. Bem intencionado mas morto na praia, com erros bizarros como algumas bandeiras que valem ponto aleatoriamente fazerem dano ao jogador. Acabei lembrando de uma coisa besta enquanto jogava: um outro jogo de esqui do Atari, Mogul Maniac, foi traduzida por empresa brasileira que fazia piratinhas com o nome de Mongol Maníaco. Juro pra vocês.

19 – Os Fantasmas (versão brasileira Herbert Richards): neste ponto aqui eu já estava tendo calafrios e delírios por conta da ruindade do jogo. Se o outro jogo de carro do cartucho lembrava o Ghostbusters, esse aqui é praticamente idêntico, com uma viatura no lugar do Ecto-1 e scroll de baixo para cima. Os carros com tremedeira voltam, mas agora são praticamente teleguiados, é chato escapar deles. Esquecível.

20 – Match Point: vocês não podem imaginar a minha alegria ao chegar neste aqui, após ter jogado várias vezes cada um dos anteriores. Não é porque ele é melhor, longe disso, mas porque estava acabando. É basicamente o jogo 15, mas com um jogador de squash no lugar do padeiro, obviamente sem o forno e com vidas marcadas na tela, coisa rara de acontecer no cartucho. Embora tenha limite de tempo, em menos de 30 segundos você alcança a pontuação necessária e o jogo termina sozinho. Simples assim. Nunca desliguei um videogame tão feliz na minha vida.

Beleza, já paguei meus pecados, agora vou pegar uma sucessão de bons jogos cujos finais ainda me são inéditos a:placa:a
Imagem

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5193
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Jair » Qui Jan 21, 2016 11:52 am

Nossa que horror! E olha que teremos mais jogos assim para enfrentar :P
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Qui Jan 21, 2016 1:58 pm

Jair escreveu:Nossa que horror! E olha que teremos mais jogos assim para enfrentar :P
Tomara que nenhum tão ruim quanto este, meu amigo. Confesso para você que eu tô tão bolado com a experiência de jogá-lo que estou com medo de mexer nos meus cartuchos de Master e descobrir que eu o tenho, estou com essa dúvida desde ontem mas ainda não tive coragem de comprovar :|
Imagem

Avatar do usuário
Jair
Mensagens: 5193
Registrado em: Qui Ago 30, 2007 10:10 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Jair » Qui Jan 21, 2016 7:07 pm

HÁ! Acontece.

Eu estou jogando Aztec Adventure, um jogo que sempre me deixou louco quando criança e agora é a chance de terminá-lo. Mas o miserável é difícil :-(
----
Manuais, scans, pôsters, panfletos, tudo sobre Tectoy em:
http://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/

Ecco 2 is like injecting awesome into your body. They don't make games like this any more.

DMN_Sonic
Mensagens: 2666
Registrado em: Sáb Mai 25, 2013 12:59 am
Contato:

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por DMN_Sonic » Qui Jan 21, 2016 8:05 pm

Põe difícil nisso, é um dos que está aqui me esperando pra jogar, nas quando lembro dele.... Aafffeee

Enviado de meu XT1097 usando Tapatalk
Se estiver alguma palavra maluca digitada nos meus posts , culpem o corretor ortográfico do Android.

DMN_Sonic, Always Rockin' the games

Veja meu site para modificações, minha coleção e muitas outras loucuras dos games!
http://www.dmnsonic.url.ph

Corredor X
Mensagens: 8571
Registrado em: Dom Set 02, 2007 5:55 pm

Re: #todosossucessosdomaster – Vamos zerar tudo em 2016?

Mensagem por Corredor X » Qui Jan 21, 2016 8:32 pm

Está na minha lista também, acho que ninguém nunca terminou esse jogo e se diz que terminou mentiu :lol: Nunca consegui ir muito longe nele. Foi meu primeiro cartucho com capa de papelão, por sinal, fora que também é um dos cartuchos que pertenceram à locadora da minha infância. Ou seja, estou há uns 25 anos tentando terminar justamente esse exato mesmo cara :lol:
Imagem

Responder