Mickey Mania – Contando a história do camundongo mais famoso do mundo!

Espaço para discussão sobre SG-1000, SC-3000, Master System, Mega Drive, Game Gear.

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
Sonymaster
Mensagens: 1000
Registrado em: Seg Out 30, 2017 11:52 pm
Localização: Pernambuco

Mickey Mania – Contando a história do camundongo mais famoso do mundo!

Mensagem por Sonymaster » Ter Jan 29, 2019 1:19 pm

Mickey Mania: The Timeless Adventures of Mickey Mouse é um game desenvolvido pela Traveller´s Tales em parceria com a Disney, diferente dos outros games do personagem que eram desenvolvidos pela própria SEGA ou pela Capcom.

Lançado para diversas plataformas 16 bits da época, o que inclui os consoles da SEGA: Mega Drive e SEGA CD, a ideia original era que o jogo viesse para comemorar os 65 anos do personagem.

Imagem


No entanto, como os desenvolvedores teriam o curto prazo de seis meses de desenvolvimento, eles acharam melhor descartar a ideia e passaram a recriar os eventos mais importantes do famoso camundongo da Disney em forma de jogo.

Por isso, ele acabou sendo lançado em 1994, um ano após os 65 anos do Mickey. Rumores apontam que o sucesso do título acabou levando a Traveller´s Tales a fechar parceria com a própria SEGA, que eventualmente lançou vários games do Sonic, e também o desenvolvimento do jogo do Toy Story.

FASES? NÃO! HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Como dito anteriormente, cada uma das fases representa um desenho animado que marcou a carreira do Mickey, incluindo:

Imagem

O Vapor Willie (1928): A primeira fase do game é baseado no primeiro curta-metragem falado do Mickey, sendo também o primeiro de grande sucesso. Tanto que a fase começa em preto e branco e depois vai ganhando cores.

Imagem

O Doutor Maluco (1933): Diferente da primeira fase, esta é totalmente colorida, apesar do filme original ser em preto e branco. Assim como nos eventos do filme, você deve salvar o Pluto que foi capturado pelo Dr.XXX.

Imagem

Caçadores de Alce (1937): Sendo uma espécie de reimaginação do filme inspirado, neste não há a presença do Pateta e nem do Donald. No entanto, há uma recriação in-game do alce perseguindo o Mickey.

Imagem

Os Fantasmas Solitários (1937): Lançado na véspera de Natal, a fase também não conta com o Pateta e o Donald como no filme, mas conta com fidelidade os acontecimentos do mesmo.

Imagem

Mickey e o Pé de Feijão (1947): Esta fase é uma adaptação do filme “Como é Bom se Divertir” que conta com diversos curtas-metragens para formar um longa.

Imagem

The Band Concert (1935): Este é um bônus conseguido durante a fase do Pé de Feijão para dar um continue extra antes da última fase.

Imagem

O Príncipe e o Mendigo (1990): A última fase é também o curta-metragem mais recente do Mickey.

O game também foi lançado para o Super Ni***ndo, contando com telas de carregamento e alguns cortes, como a fase “Band Concert” e diversos efeitos especiais, levando as pessoas a preferirem a versão de Mega Drive.

Já a do SEGA CD é praticamente idêntica a do Mega Drive, com visuais um pouco melhores, e a trilha sonora inteiramente composta por Michael Giacchino, o mesmo de Donald in Maui Mallard. As músicas são em qualidade de CD e o game é muito mais rico em vozes e efeitos sonoros do gênero. A fase do Mad Doctor e a última também tem algumas cenas a mais.

Em 1996, o game também recebeu uma versão para o PlayStation, com a trilha sonora do Sega CD, visuais atualizados e uma cena inédita na fase do Pé de Feijão.

Sem dúvidas, o que mais chama a atenção são os gráficos, alcançando facilmente a nota dez. As cores são bem distribuídas, os inimigos são grandes e cheios de detalhes, os cenários são bem feitos também. Cheio de carisma e com toda “a cara” de um jogo da Disney.

No entanto, o destaque vai para a quantidade de animações do Mickey Mouse, dando fluidez ao personagem e passa a sensação de que tudo foi “cuidadosamente planejado”, com direito a efeitos de parallax ao fundo, cara de “esforço” ao subir uma rampa etc.

Destaque também para o efeito tridimensional tanto na fase do alce como na da torre.

CLÁSSICO DO MEGA

Mickey Mania tinha tudo para ser mais um jogo de plataforma dos anos noventa, mas acaba se destacando perante seus contemporâneos devido ao esmero e o visível cuidado da Traveller´s Tales para que o jogo fosse de excelência.

Imagem


Sendo bom em tudo, é notável o carinho com esta produção e é, definitivamente, mais um game de plataforma do Mega que você deve “dar uma conferida”. Bom para conhecer um pouco da história do Mickey e bom para se divertir também.

Fonte: Blog Téctoy
Sega x Big N Jogador de Videogame das décadas de 1980 e 1990

Responder